Rua Fidalga, 593
Vila Madalena – SP
Tel. 11 3032 9003
patria@patria.ppg.br

Beleza natural

Post Pic

     Os adultos insistem, pedem, tentam servir de exemplo. Mas Flor, a simpática e extrovertida menina de 4 anos, dá de ombros. Nada, nadinha, a faz usar qualquer coisa no cabelo que tire seu volume. Tiaras, lacinhos, elásticos e fitas ficam sempre bem guardados, dentro de alguma gaveta.
     Florzinha, como gosta de ser chamada, é vaidosa. Escolhe com gosto as roupas com as quais quer se vestir – e as que pede para a mãe comprar. Tem noções de estética e de combinação de cores incomuns para sua idade . E, simplesmente, adora seu cabelo, declaradamente inspirado no da cantora Vanessa da Mata, de quem é fã.
     A menina ainda não tem essa noção, mas está na linha de frente de uma tendência notável nas ruas da Soterópolis: o fim do reinado dos alisamentos. Aqui e ali surgem meninas, em geral adolescentes e jovens universitárias, ostentando o tal do "cabelo de nuvem" com orgulho na rua. Nada mais justo, em uma cidade na qual 80% da população se declara negra, do que usar o cabelo "ao natural", dizem.

Liberdade, liberdade

     A tendência já é perceptível nas ruas – e também nos salões de beleza. Uma rede carioca (Instituto Beleza Natural), especializada nos cuidados de cabelos crespos e cacheados, não perdeu tempo e abriu uma enorme filial, de 1,8 mil metros quadrados e 150 funcionários, na cidade. Em plena Liberdade, o bairro mais populoso.
     "Até para ir à padaria na esquina eu passava a chapinha, era uma loucura", lembra a assistente de marketing da rede na Bahia, Jakline Matos, de 25 anos, ela mesma "ex-escrava" dos alisamentos, como diz. Há pouco mais de um ano, decidiu aceitar a cabeleira. "Agora, me sinto mais bonita e não preciso me preocupar com chuva, ou ar-condicionado, ou umidade."
     "Mesmo em salões "normais", fotos de artistas internacionais, de longos e lisos cabelos loiros, vêm sendo substituídas por outras, de modelos com biótipo mais parecido com o encontrado em Salvador – a recém-mamãe Taís Araújo, casada com o baiano Lázaro Ramos, é quase unanimidade na cidade."

Voltar

Todos os direitos reservados 2011.